segunda-feira, 22 de junho de 2009

"Cada ser humano, presentemente, está onde deve estar!"

Pretendo partilhar com vocês, algo que Annael disse durante um workshop de Cristaloterapia que dei no final do mês de Setembro de 2008, no "Dragão de Fogo", em Unhos (Loures) e que foi em resposta a uma pergunta de uma das alunas que lá estava.

Para que entendam o contexto em que ocorreu, vou descrever de seguida o que se passou:

Depois da parte teórica, veio a parte prática, na qual demonstrei aos alunos uma terapia básica com as pedras e cristais. Incidi principalmente no tratamento dos Chakras e da Aura, para que tivessem uma ideia do mecanismo utilizado e para que sentissem "in loco" o poder das pedras e como elas interagem com todo o nosso organismo físico, mental e espiritual. Para que sentissem os efeitos imediatos que acontecem durante uma terapia desta natureza.

A aluna que serviu de "exemplar", ao deitar-se, iniciou um tópico de conversa direccionado ao facto dela presentemente não se sentir bem com a sua actual existência e situação de vida. Daqui nasceu uma conversa sobre as várias origens de cada ser humano, locais por onde as almas já passaram no passado, Karma, Darma, transmutação, etc. Aqui não me referi apenas ao planeta Terra e ás nossas reencarnações passadas no mesmo, mas sim, ás origens da essência primordial de cada um de nós.

Antes de "nascer" aqui pela primeira vez, já estivemos em outros locais do Universo, tivemos outras existências, outras vidas, outras formas, outras culturas, etc.

Como a dita aluna dizia que sentia que tinha "nascido no tempo e local errado", referi que esse sentimento poderia muito bem estar ligado a situações passadas não resolvidas e actualmente pendentes, ou que ainda estivesse emocionalmente agarrada a vivências passadas, das quais não se conseguiu libertar (aqui nada tem a haver com Karma, mas sim com o apego, por exemplo).

Annael, que tinha "chegado" pouco antes do intervalo, presenciou a conversa toda, estando bem dentro do contexto da mesma, limitou-se a observar. Ele é muito observador, gosta de "estudar" o comportamento humano e respectiva capacidade de interacção, bem como gosta de observar o modo como interagimos com o nosso espaço ambiental, quer fisicamente, quer energéticamente.

A sua presença foi sentida por duas pessoas e mais tarde, foi sentida por todos os presentes.

A dada altura da conversa e da demonstração prática, a dita aluna perguntou-me o seguinte: "Como podemos ter a certeza de que não nascemos no lugar errado?"

Quando eu ia para responder a esta questão, Annael aproximou-se de mim, poisou a sua mão direita sobre a região da minha omoplata direita, "ligou-se" a mim para se comunicar com os presentes e através da minha boca, proferiu a seguinte resposta:

"Cada ser humano, presentemente, está onde deve estar!"

Isto aconteceu em segundos e só dei conta, porque a dona do "Dragão de Fogo", conhecendo o estilo e modo de se expressar de Annael, me chamou á atenção, pois ela além disso, já tinha sentido a sua presença anteriormente e já tinha contactado com ele noutras ocasiões.

A resposta não deixou espaço para dúvidas e todos nós entendemos o significado daquela frase, dita com tanta convicção e segurança.

Continuámos com o programa do workshop e Annael manteve-se sempre presente, ajudando com transmissão de energia de alta frequência, protecção e alguma orientação. Nesta fase, todos sentiam a sua presença... e eram pessoas que não conheciam a minha ligação com este Mestre, com a excepção da dona do espaço que referi anteriormente.

Com isto pretendo que entendam que mesmo que se "sintam" deslocados, que nasceram no local e no tempo errados e na vida errada, cada um de nós está actualmente na existência que deve ter... que é necessária para o nosso processo de crescimento e desenvolvimento da consciência individual.

O sentimento que nos diz que estamos a viver numa existência (vida) errada, ou que estamos na época errada, vem do nosso ego "contrariado" e do sentimento de revolta que se desenvolve a partir desse ponto.
Temos que entender que tudo acontece quando tem que acontecer e que nada acontece sem um motivo. Muitas vezes, somos nós que geramos os problemas e os atrasos que se manifestam ao longo da nossa vida, mas somos orgulhosos demais e por isso, nunca nos vemos como sendo os causadores. Vemo-nos sim, como sendo as vítimas.
Pensem nisso, antes de pensarem em desistir.

Yavith

4 comentários:

  1. "Cada ser humano, presentemente, está onde deve estar!"

    Adorei esta frase, pois numa simples frase, Annael disse tudo.

    ResponderEliminar
  2. "(...) O sentimento que nos diz que estamos a viver numa existência (vida) errada, ou que estamos na época errada, vem do nosso ego "contrariado" e do sentimento de revolta que se desenvolve a partir desse ponto (...)".

    Isso é bem verdade! Bonita lição.

    ResponderEliminar
  3. Interessante!
    Em 1981,num retiro durante o carnaval ,fui meditar ao Sol da tarde e porque estava meio triste, decepcionada de não ter realizado meus planos de trabalhar com as crianças, ali no orfanato,profundamente sentida ,deitada na terra de grama rala, encarava o Sol, suplicante, com a única pergunta: por que? E após ter dito plácida e mentalmente três vezes,vi no centro do Sol uma massa adensar, rodopiar e depois se desenrolar em uma gigantesca espiral apontada na minha direção até tocar-me, adentrar meus olhos fixos na luz.

    Nunca fui tão feliz como naquele instante.Nem imaginava que tal felicidade fosse capaz de existir e ao mesmo tempo fazer-me compreender exatamente isto que Annael disse a você,acrescentando apenas ,que aonde quer que a gente vá ou esteja, estamos trabalhando, servindo,completando a Obra,como tijolinhos eficientes,ainda que paralizados, aparentemente inoperantes.E que a nossa simples presença carrega e distribui a energia absolutamente necessária para manter e desenvolver a Harmonia Planetária. Não é lindo?

    ResponderEliminar
  4. Adorei a mensagem de Annael obrigado!

    ResponderEliminar